Quem acompanhou os noticiários essa semana com certeza ficou sabendo dos comentários do deputado Jair Bolsonaro, do PP do Rio. Num quadro do programa CQC a apresentadora Preta Gil perguntou qual seria a reação do deputado se seu filho se apaixonasse por uma negra. Resposta do deputado: “Preta, não vou discutir promiscuidade com quem quer que seja. Eu não corro esse risco porque meus filhos foram muito bem educados e não viveram em ambiente como, lamentavelmente, é o teu”. Depois o deputado se retratou. Entendeu que a pergunta era “qual sua reação se seu filho tivesse um relacionamento gay”.

 Não bastasse isso, vem o deputado Marco Feliciano (PSC-SP), via twitter, e diz:

Africanos descendem de ancestral amaldiçoado por Noé. Isso é fato

A maldição que Noé lança sobre seu neto, canaã, respinga sobre continente africano, daí a fome, pestes, doenças, guerras étnicas!

Amamos os homossexuais mas abominamos suas praticas promiscuas!

Imunidade pra quê te quero, né deputados?!?!?!? (rs)

Anúncios