O Conselho de Segurança da ONU aprovou na noite deste sábado (26), por unanimidade, uma resolução histórica enviando ao Tribunal Penal Internacional (TPI), em Haia, na Holanda, o caso do ditador líbio Muamar Kadafi, para investigação das acusações de matança de manifestantes pacíficos. O texto, votado após quase dez horas de negociações, também decreta o embargo da venda de armas à Líbia, o congelamento dos bens de Kadafi e de sua família no exterior e a proibição de que ele e seus auxiliares próximos deixem o país.

Leia a íntegra no O Globo

Anúncios